Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

segunda-feira, 25 de julho de 2011

William Burro & Baudelerdo - internet e livro

http://adao.blog.uol.com.br/

Um pesadelo inestético

... e um desdém cheio de tédio por eles, que desconhecem que a única realidade para cada um é a sua própria alma, e o resto – o mundo exterior e os outros – um pesadelo inestético, como um resultado nos sonhos de uma indigestão de espírito. p. 70-71

[...] é a sua consciência íntima de serem meus semelhantes, que me veste o traje de forçado, me dá a cela de penitenciário, me faz apócrifo e mendigo. p. 71
 
PESSOA, Fernando. Livro do desassossego: composto por Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. 534 p.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

O que aconteceu com todos os caras legais?

Pra não dizer que somos uns machistas insensíveis que não se preocupam com os sentimentos das mulheres, especialmente hoje trazemos um artigo respondendo uma dúvida que atormenta tantas por aí!
 
Vejo esta questão com alguma regularidade pela internet, então queria gastar um tempinho explicando o que aconteceu para as mulheres que ainda não entenderam o que aconteceu.

O que aconteceu com todos os caras legais?

E a resposta é simples: vocês sumiram com eles.

Voltemos ao passado. Você provavelmente irá se lembrar daquele cara que tinha uma paixão platônica por você e adorava passar o tempo dele contigo. Ele ia contigo fazer compras, ia na sua casa para assistir um filme quando você estava na solidão e não estava se sentindo bem para sair, ou até mesmo era o seu ombro amigo quando você estava toda cabisbaixa e desabafava com ele sobre o quão horrível te tratava o (outro) cara com quem você transava.

Naquele tempo, provavelmente você fazia piadinhas com suas amigas sobre como aquele cara não passava de um cãozinho, sempre te seguindo, tentando chamar a sua atenção. Provavelmente você brincava com ele porque você sabia que ele era caidinho por você. Dado que este comportamento é, realmente, um pouco patético, você sempre negou veementemente qualquer sentimento romântico por ele e sempre alegava que vocês dois eram "somente amigos". E afinal, ele não fazia o seu tipo mesmo. Quer dizer, ela era meio baixinho, ou meio careca, ou meio gordo, ou pobre, ou não sabia se vestir legal, ou basicamente não tinha nenhuma das características que seu namorado alto, bonitão, rico e estiloso pelo qual você se derretia na época tinha.

Com o tempo, seu amiguinho platônico foi seguir a sua própria vida, e afinal – com o seu relacionamento com o namorado atual – passar muito tempo com outro cara é no mínimo estranho. O tempo passa, e o teu atual acaba te trocando por uma melhor, ou acaba ficando chato, ou você se toca que as coisas que te atraíram nele não são características que sirvam para um relacionamento duradouro. Então, você está solteira de novo, e depois de ir para as baladinhas por meses e tentar encontrar lá um novo amor. Mas tudo o que você encontra são cafinhas e bundões. Então você fica imaginando: "O que aconteceu com todos os caras legais?"

Bem, mais uma vez: vocês sumiram com eles.

Você ignorou o cara legal. Você o usou como muleta emocional sem dar nada em troca para ele. Você ria do respeito e da quase devoção que ele tinha por você. Você deu valor ao namorado insensível ao invés do amiguinho atencioso. Chegou uma hora que ele se tocou e resolveu seguir com a vida dele. Provavelmente ele descobriu que as mulheres não se ligam em caras que abrem a porta para elas passarem; ou as levam para jantar; ou compram como presente de natal aquela coisa cara que você queria há uns meses atrás e não podia comprar; ou escutava suas ladainhas; ou era o seu ombro amigo na hora da choradeira. Ele acabou descobrindo que se ele quisesse ter uma mulher que nem você, ele teria que agir mais como o namorado que você tinha. Ele provavelmente começou a melhorar seu visual, começou a ganhar alguma grana e é bem possível que começou a agir mais como os panacas que você tanto gosta.

A verdade é que agora ele deve estar comendo umas mulheres, e a sua imensa rejeição a ele foi a grande responsável por isso. E eu sinto que só depois de rejeitar todos os "caras legais" em sua vida é que você começou a sentir falta deles. A maioria das mulheres tem boas chances de arrumar um cara legal, se prestassem mais atenção.

Então, se quer mesmo um cara legal, faça isto:

  1. Arrume uma máquina do tempo;
  2. Volte para o passado e faça você parar de pensar em merda;
  3. E tente enxergar o que está bem diante do seu nariz e o agarre.

Eu suponho que a outra possibilidade é que realmente você AINDA não quer um cara legal, mas está começando a sentir a pressão social para pelo menos aparentar alguma maturidade para disfarçar seus gostos fúteis por homens. Neste caso, você pode ter sorte, porque o carinha legal que você gostaria de ter na verdade se livrou do cavalheirismo inútil e está doido para despejar todo o seu cinismo e ressentimento em alguma mulher igual a você.

Ah, se você fosse alguns anos mais jovem.

Então, por favor: ou pare de interpretar errado o que você realmente quer, ou admita que você mesmo é que fodeu com suas escolhas. Você está ficando velha, afinal. Ainda dá tempo de se livrar dessa merda de pensamento e tentar lidar com a realidade. Você realmente não quer um cara legal agora, e certamente ele não te quer mais.

Atenciosamente,

Um ex cara legal.

fonte: http://cms.mgtow.net/?q=node/45

Arquivos Malucos

Seguidores