Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Cadela no Cio

Nossas bandeiras atacadas, nossos militantes atônitos diante do ódio. Eu nunca havia experimentado o olhar do ódio anticomunista, antes sempre adormecido, envergonhado, tímido e trabalhando na escuridão. Minha geração está ainda anestesiada, achando que esses grupos são ainda minoritários e sem futuro. Como já disse Bertolt Brecht, 'a cadela do fascismo está sempre no cio'. Jamais devemos subestimar esses grupos e seus líderes. A última vez que assim fizemos, amargamos uma grande derrota para a humanidade que foi o nazismo. Hoje foi um dia de comemoração pelos 93 anos do partido em minha cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores