Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

sexta-feira, 8 de maio de 2015

A hipocrisia de uma paladino da ética “contra a corrupção” e o perigo da moralidade seletiva

O presente estudo investiga o papel do processo e social
uso de smartphones, a inteligência emocional, estresse social, a auto-regulação, gênero e idade em relação a smartphones habitual e viciante
comportamento. Os resultados mostram que o smartphone primeiro habitual
utilização é um importante contribuinte para o comportamento do smartphone viciante.
Hábitos de smartphones causar um comportamento não intencional ativado por interno
ou estímulos externos. Automatic insta em que o smartphone é
desbloqueado para verificar se há notificações de aumentar a chance de desenvolver
comportamentos de dependência. Este é ainda reforçada pelo processo e
tipos sociais de uso. Uso do smartphone relacionada processo parece
ser um forte determinante tanto para o desenvolvimento habitual e viciante
comportamentos smartphone. O smartphone oferece vários agradável
experiências que potencialmente funcionar como recompensas e aumentar a
chance de que o uso orientado processo se desenvolve em uso habitual. Além disso,
experiências prazerosas pode resultar diretamente na perda de
controle comportamental (Song et al., 2004). Além de processo orientado
uso smartphone, fins sociais influenciam smartphones habitual
usar. Esta indiretamente pode levar a comportamentos de dependência. Ambos Internet
e viciados em smartphones são conhecidos por se concentrar extensivamente sobre sociais
aplicações (Li & Chung, 2006;. Lopez-Fernandez et al, 2014),
enquanto que tende a isolar-se fora de linha (Fernandez Lopez-
et al., 2014). Comportamentos de processo e smartphones orientada sociais
tipos de uso funcionar como uma recompensa: ganhar jogos, destravando
novos recursos, ou receber novas notificações (Whang et al., 2003).
Tais recompensas levar as pessoas a se sentir melhor e aumentar a probabilidade
do comportamento a reaparecer (Bandura, 1991). Por exemplo,
quando verificar uma conta no Facebook, novas notificações ou feeds de notícias
agir como uma recompensa e, portanto, garantir que a verificação irá reaparecer.
Isso pode desenvolver-se em comportamentos habituais e viciantes que
tornam-se cada vez mais difícil de controlar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores