Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Já não vivi em vão se escrevi bem uma canção

Já não vivi em vão
Se escrevi bem
Uma canção.
 
A vida o que tem?
Estender a mão
A alguém?
 
Nem isso, não.
Só o escrever bem
Uma canção.
 
 
Pessoa, Fernando. Poesia: 1918-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. p. 279

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores