Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Ostentar seriedade

O que mais me desagradava [...] era a seriedade que ostentavam. A pessoa realmente séria é jovial, quase despreocupada. E eu desprezava as pessoas que, por carecerem de lastro próprio, carregavam o peso dos problemas do mundo. O homem que vive preocupado com a condição humana ou não tem problemas próprios ou se recusa a enfrentá-los. Estou falando da grande maioria, não dos raros emancipados que, depois de muito refletir sobre tudo, têm o privilégio de indentificar-se com toda a humanidade e, assim, desfrutar o maior de todos os luxos: servir.
 
 
MILLER, Henry. Sexus. Tradução de Sergio Flaksman. São Paulo: Companhia das Letas, 2004. p. 237

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores