Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Tudo que foi é a mesma morte

Que grande vantagem trazer a alma virada do avesso!
Ao menos escrevem-se versos. [...]
Passa-se por doido...
[...]
Porque todas as recordações são a mesma recordação,
Tudo que foi é a mesma morte,
Ontem, hoje, quem sabe até amanhã?
 
Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores