Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O beijo-sopro

Beijo-sopro,
Leva para longe
Meu coração assustado
E esconde ele

Em qualquer lugar
Impossível de localizar.
Ele não quer mais bater,
Não quer mais me pertencer.

Beijo sopro,
Traz um pouco de vida
Para esta alma perdida

Que em meu corpo não quer ficar.
Beijo-sopro, revele seus segredos e
Retire do meu coração e alma todo o medo.

fforesti.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores