Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Toda despedida é uma morte

 [...]
Toda despedida é uma morte...
Sim, toda despedida é uma morte.
Nós, no comboio a que chamamos vida
Somos todos casuais uns para os outros,
E temos todos pena quando por fim desembarcamos.
Tudo o que é humano me comove, porque sou homem.
Tudo me comove, porque tenho,
[...]
Vasta fraternidade com a humanidade verdadeira.
[...]
Tudo [...] vive, porque morre, dentro do meu coração.
E o meu coração é um pouco maior que o universo inteiro.
 
Álvaro de Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores