Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Peixe na água tem sede

Rio-me quando dizem que o peixe na água tem sede;
não entendes o fato simples:
o mais vivo de tudo está dentro de tua casa.
Eis por que rondas as cidades sagradas
com esse olhar confuso.
 
[...]
Não importa para onde viajares,
[...]
se não podes encontrar
onde se escondeu tua alma,
o mundo jamais será real para ti.
 
O condicionado dança
diante do incondicionado.
Tu e eu somos um, clamam as trombetas.
Chega o Mestre e se inclina diante do discípulo:
eis a maior das maravilhas!
 
Kabir
 
CARVALHO, José Jorge de. Os melhores poemas de amor da sabedoria religiosa de todos os tempos. Seleção, apresentação e tradução de José Jorge de Carvalho. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001. 201 p. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores