Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Aniversário

No meu aniversário,
Dia triste e sombrio,
Senti-me muito sozinho.
Ganhei um vinho.
 
Chorei ao acordar,
Como um desterrado
Com saudades do lar.
Perdi outro amor.
 
Ora, mas e a festa?
E o dia colorido e alegre?
Ganhei uma lata cabeça.
Infeliz: beba logo o vinho.
 
f. foresti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores