Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Olha-me em silêncio e em segredo e pergunta a ti própria

[...]
Cruza as mãos sobre os joelho, ó companheira que eu não tenho nem quero ter,
Cruza as mãos sobre o joelho e olha-me em silêncio
A esta hora em que eu não posso ver que tu me olhas,
Olha-me em silêncio e em segredo e pergunta a ti própria
 - Tu que me conheces - quem sou eu...
 
 
PESSOA, Fernando. Poesia. Álvaro de Campos. Edição Teresa Rita Lopes. São Paulo: Cia. das Letras, 2002. p. 95

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores