Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Rubem Fonseca: na Biblioteca fiquei...

Na Biblioteca fiquei um tempo enorme procurando um livro para ler. Como tinha tantos livros para escolher, às vezes ficava na dúvida. Pesquisei assuntos no computador, vendo o que havia para ser consumido, como se fosse um menu de um restaurante. Ler era melhor do que comer. Ler era melhor do que andar. Ler era melhor do que criar sonhos conscientes. Ser surdo era melhor do que ser cego. Ser cego era melhor do que ser paralítico? Ensinei um rapaz estudante de curso noturno a encontrar um livro que o colégio mandara pesquisar, ele não entendia os comandos do computador. Eu gostava de ajudar as pessoas, gostava de mexer no computador, se tivesse dinheiro comprava um computador. Bem que gostaria de trabalhar na Biblioteca, seria o homem mais feliz do mundo se pudesse trabalhar ali. (p. 147)


Referência

FONSECA, Rubens. O buraco na parede. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

3 comentários:

  1. Então, o catálogo de uma biblioteca é parecido com o menu de um restaurante? E ler é melhor do que comer? Melhor do que andar? Ser surdo era melhor do que ser cego? Ser cego era melhor do que ser paralítico?

    ResponderExcluir
  2. Olá Bibliotecário Maluco, mas vc é uma figura mesmo...
    Adorei o blog, tem muitas coisas a ver com meu ser e maneira de pensar, vou linkar no meu.
    Aparece por lá. =D

    ResponderExcluir
  3. Sim, era eu sim, o tempo todo...hehehehe
    Mas por favor troque o nome do link de "Toda Letrinha" para "Pensando bem..." sim?
    Vou vir aqui mais vezes, gostei mesmo...
    Beijinhos....
    =D

    ResponderExcluir

Arquivos Malucos

Seguidores