Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Rasga, uma a uma, as cartas

Rasga, uma a uma, as cartas. As que foram
Flores, murchadas, deixa pelo chão.
Inúteis rememoram,
Não o que foi, mas a recordação.
Basta a memória, que é do que existiu.
Estas da sua auréola apagada
São a sombra que passa e que fugiu.
 
Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores