Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

quarta-feira, 28 de março de 2012

Gosto de gente que diz não

Gosto de gente que tem a cara da solidão,
Gosto de gente que diz não.
Gosto das pessoas discretas, dos ascetas,
Dos que renunciam seu coração.
Gosto dos que praticam o desapego,
Daqueles que não tem medo,
Das pessoas que causam confusão.
Gosto de quem gosta da solidão.
Dos que perguntam: por quê não?
Gosto das pessoas frágeis, indefesas,
Dos que renunciam seu coração.
Gosto de gente que diz não.
 
f. foresti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores