Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

sexta-feira, 30 de março de 2012

Como pinga

Solidão minha amiga,
Deixe-me só um momento,
Acredite: eu aguento.
Preciso um pouco mais de tristeza.
 
Solidão faça-me chorar um segundo,
De saudade ou mesmo dor,
Chorar este vazio tão profundo,
Chorar esta ausência de amor.
 
Mande embora meu melhor amigo
E afaste de mim todas as pessoas queridas.
Quero muito ficar triste e sozinho,
 
Remexer em cada ferida.
Chorar em silêncio, bem baixinho,
E como pinga beber a vida.
 
f. foresti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores