Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Máximas de Nietzsche

E reputemos perdido o dia em que não se dançou nem uma vez! E digamos falsa toda a verdade que não teve, a acompanhá-la, nem uma risada!

Nos malcasados, sempre encontrei as criaturas mais vingativas: fazem o mundo inteiro pagar por não mais poderem caminhar cada qual por sua conta.

Mais que todos, porém, é odiado quem voa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores