Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive. (Padre Antônio Vieira)

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Soneto do coração e da bailarina

Presta atenção coração:
Chega de fazer-me sofrer,
Já estou cansado de morrer
E sentir tanta emoção.

Traz a bailarina para perto de você,
Deixa ela dançar devagarinho
Com seus pés de passarinho
Nas ruínas desta superfície que ninguém vê.

Ela tem ritmo,
Que é tudo o que você precisa
Neste seu complexo sistema cardíaco.

Quando ela dançar virá a brisa
De uma vida leve, e de mansinho,
Voltará a bater este pedaço de carne moída.
 
f. foresti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos Malucos

Seguidores